Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sr. Solitário

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

16
Mai17

31

Sr. Solitário

Ouço uma melodia ritmada que me contagia com os seus acordes. Tamborilo os dedos no braço da minha poltrona aveludada, sentindo o peso da coroa na minha cabeça que me obriga a uma postura direita e o roçagar do manto que me adorna o corpo esguio.

Todos cantam e dançam, riem e divertem-se no salão extremamente polido do meu castelo, num baile consagrado em minha honra.

 

Os meus pais segredam-me para convidar uma jovem moça para dançar, já está mais que na hora de casar e constituir família, mas não tenho a mínima vontade de o fazer.

A minha vontade era de dançar com um jovem rapaz, de me rir e de me divertir com ele, mas o protocolo não o permite. Apenas contemplo-o com o olhar, a forma como toca o piano com os seus dedos ágeis e precisos, ao mesmo ritmo que os violinistas.

 

Estou a sonhar, tenho plena consciência disso, mas quero prolongar este sonho o mais que conseguir. Pois hoje é o dia do meu aniversário, posso sonhar nem que seja só por hoje.

 

Fazer 31 anos, é mesmo literalmente um 31!

 

31-anos-festas-aniversario-1230850_jpg.png

 

47 comentários

Comentar post

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Este blogue tem direitos de autor

Copyrighted.com Registered & Protected 
AV4F-DECN-50AT-8KBU

A ler...

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D