Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sr. Solitário

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

Sr. Solitário

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

25
Mai16

"Não estamos a precisar de ninguém"

Sr. Solitário

Esta é a frase que ouço tantas vezes ao longo dos meus dias. A cada porta que bato, numa tentativa voluntária de perguntar se, porventura, não estão a precisar de alguém para trabalhar, ouço sempre um NÃO bem redondo. Isto ao referir as pessoas que me respondem, pois existem muitas que nem a porta abrem, ignoram-me.

 

Existem várias formas de dizer que não. Eu pelo menos conheço duas: o "não" como quem diz "temos pena mas de momento não estamos a contratar ninguém"; e o "não" do género "põem-te andar!". Esses é que custam. Sinto-me como um cão escorraçado, aliás, nem os cães merecem tal tratamento.

 

Ontem, fui a três fábricas pedir trabalho. Apenas umas horas, algo que me faça sentir útil, ter objetivos para o dia, sentir-me parte desta sociedade. "Não estamos a precisar de ninguém" - escuto. Acho que consigo fazer uma coleção destas frases que enchiam um caderno inteiro, como daqueles castigos que nos davam na escola quando cometíamos um erro numa palavra e a teríamos que escrever repetidamente.

 

Por vezes tenho vontade de desistir, mas não posso, porque eu preciso de viver. Então, levanto a cabeça e vou bater a outra porta, esperando que a sorte me espreite por ela.

 

P10003803.jpg

 

75 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D