Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sr. Solitário

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

19
Jul17

Construí uma ponte...

Sr. Solitário

cropped-bridge-to-victory-picture1.jpg

 

Construí uma ponte para ti, a minha ilusão ordenou-me para que o fizesse e eu fi-lo sem pensar nas consequências, tão majestosa e segura de si para que a pudesses percorrer com facilidade até mim, sem curvas e sem obstáculos. Tive o cuidado de a embelezar com todas as minhas qualidades, com os meus sorrisos sinceros, e com uma segurança que nunca senti mas que mascarei facilmente.

 

Construí uma ponte com uma só saída, um acesso direto à porta do meu coração que te receberia de braços abertos, apesar de todas as suas feridas ainda por cicatrizar. Ele pulava de excitação, esperava ansiosamente a tua chegada, não me dava descanso!

 

Construí uma ponte para ti mas tu nunca a percorreste. Ela permanece em silêncio, abandonada, e já dá sinal de se desfazer a qualquer momento, caindo no vazio. O sinal verde ainda pisca de quando em vez, o vermelho ainda não se acendeu, e eu arrependo-me de não colocar um amarelo intermitente.

 

Construí mais uma ponte para juntar à coleção de pontes que fui construindo ao longo da minha vida, já lhes perdi a conta. Um nevoeiro denso cobre-as, algumas teias de aranha enfeitam os alicerces, um vento gélido assobia por entre as ruas.

Cansei-me de construir pontes para quem não as merece percorrer. Agora, quem quiser chegar ao meu coração, terá que escalar uma grande montanha e rezar para que não caia no precipício.

 

 

09
Mai17

Já não te reconheço

Sr. Solitário

Já não te reconheço. Abro várias gavetas nos meus pensamentos em busca de uma feição, de um gesto, de um carinho que me faça lembrar de ti, mas encontro-as vazias. O teu retrato que guardava bem junto ao meu, na minha mesa de cabeceira, foi rasgado e colocado no lixo num momento de raiva e de frustração. Dele já não restam mais vestígios. O meu permanece sozinho, coberto com uma fina camada de pó, devolvendo-me um sorriso inocente roubado pela lente de uma máquina.

 

Procuro em todos os cantos algo a que me agarrar, talvez mais alguma foto para rasgar, um objeto para destruir... alguma coisa que liberte este desespero que não quero gritar, esta ânsia de fazer justiça com as próprias mãos, num ato de loucura! Quero encontrar-te, ou melhor dizendo: quero encontrar a pessoa que sempre foste para mim e que agora já não és.

 

Este não és tu, já não te reconheço, e eu não sei lidar com esta perda que me consome. Sinto-me sozinho e tenho vontade de chorar.

 

BreakingChains760x300.jpg

 

09
Jul16

Compal Veggie - a desilusão

Sr. Solitário

Domingo passado, numa superfície comercial, estava uma menina muito simpática numa mesinha de prova onde o produto para degustação era o tal Compal Veggie, um sumo à base de vegetais.

 

Já estive tentado a comprar para experimentar, pois gosto imenso da marca, mas confesso que me causa alguma aversão saber que estou a beber sumo de vegetais, algo nunca visto.

Ora ali estava uma ótima oportunidade para experimentar o sumo em questão e, caso gostasse, até levaria. Contudo, tal não aconteceu.

 

Disse que queria experimentar o multi-vegetais. A menina sorveu um pouco do sumo num copo que instintivamente cheirei. O cheiro não era nada agradável e disse que não queria beber aquilo... A menina disse "oh agora tem que experimentar" e eu assim fiz.

Digo-vos, com toda a sinceridade, foi a pior coisa que eu bebi em toda a minha vida!! Até tive vontade de vomitar.

Há pessoas que gostam e não estou aqui a por em causa a qualidade do produto, pois os gostos são relativos. Mas eu não gostei nem um pouco.

O único que parece ser melhor é o que contém beterraba e maçã. Esse sim tem um tom adocicado.

 

Ainda bem que mais à frente estava uma outra senhora a fazer degustações de gelados de outra marca. Sorvi dois sabores diferentes, guloso que sou e fiquei mais contente.

 

Compal-veggie.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Este blogue tem direitos de autor

Copyrighted.com Registered & Protected 
AV4F-DECN-50AT-8KBU

A ler...

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D