Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sr. Solitário

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

Aquilo que penso. Aquilo que sinto. Aquilo que sou.

02
Mar17

As Flores de Lótus - José Rodrigues dos Santos

Sr. Solitário

Este livro dececionou-me. José Rodrigues dos Santos é já um proclamado escritor português, as suas obras vendem milhares de exemplares, são traduzidas em várias línguas. Poderia enumerar aqui algumas das obras que mais gostei, no entanto, vou focar-me apenas neste que acabei de ler hoje.

 

Como referi no início deste texto, este livro dececionou-me, ficou muito à quem das minhas expectativas. O mesmo conta a história de quatro famílias, oriundas de quatro países diferentes, nomeadamente de Portugal, Japão, China e Rússia. A história em si não é má, o que acaba por tornar o livro, como dizer?, enfadonho são os pormenores políticos de cada país. Diria mesmo que o livro peca pelas informações a mais por um assunto que não é de todo do meu interesse!

 

Se recomendo este livro? Depende do gosto literário de cada um. Se procuram um romance histórico em que a política é o centro da trama, então este é um dos livros certos que devem ler. Se procuram uma história apaixonante, de amores proibidos e um romance arrebatador, este não é, de todo, a melhor opção.

Contudo, há que realçar o trabalho de pesquisa que o autor teve para nos apresentar uma obra rica de tradições e costumes de cada país já referido. Mas a política... não!

 

img_999x556$2015_10_22_11_58_56_141080.jpg

 

19
Out16

Ler

Sr. Solitário

O livro está sempre posicionado na cómoda do meu quarto, vejo-o sempre que lá passo, e, por vezes, contemplo a sua capa, a grafia do título, a textura das folhas.

 

Quando consigo ter algum tempo para ler, depois de todos os meus afazeres, coloco os meus óculos que uso só para a leitura, sento-me no sofá da sala (ou em dias mais frios sento-me na minha cama aconchegado com os cobertores nas pernas), pego no livro, percorro as folhas até ao marcador que sempre uso há mais de 10 anos e começo a ler. O mundo à minha volta para, deixo de ouvir todos os outros sons, esqueço-me até dos meus próprios sentimentos e vivo a história que tenho entre mãos.

 

As palavras correm à medida que passo por elas. Ao lê-las, elas ficam guardadas na minha memória, arrumando-se para que as próximas caibam na mesma gaveta do cérebro, aquelas gavetas imaginárias onde guardamos as nossas lembranças e onde eu tenho uma bem grande que dá para armazenar livros e mais livros que fui lendo ao longo da minha vida.

O meu telemóvel vibra, informando-me que acabo de receber uma nova mensagem. Por vezes sinto-o, outras vezes não e fico admirado quando vejo a luz a piscar porque realmente não dei por ela. Não é à toa quando digo que o mundo à minha volta deixa de existir quando inicio a leitura.

 

As horas passam a correr e chega o momento em que tenho de voltar a colocar o marcador numa nova página e ficar na expectativa de como a história irá se desenvolver. Volto a posicionar o livro na cómoda e ele aguarda que eu volte para o pegar e devorar as suas frases.

No fim, entrego-o à biblioteca onde o fui buscar, ele fica no lugar que lhe é respetivo e aguarda pacientemente que outro leitor o leve e o faça conhecer outra casa, outras divisões, outros hábitos de leitura e outros lugares onde possa ficar temporariamente.

 

Ler%20é%20bom%20para%20você%201.jpg

 

23
Jul16

Martin Amis - A Zona de Interesse

Sr. Solitário

Este livro foi uma grande desilusão, tenho de o admitir. Não o li até ao fim, li um pouco mais da metade, não consegui continuar, não gostei.

Um livro tem que me prender do início até ao fim, de uma forma quase viciante, que não consiga passar um dia sem pegar nele e ler nem que seja umas breves páginas. Com este livro não senti isso. Houve dias e dias em que ficou parado, na mesa de cabeceira abandonado, com esta capa apelativa mas de conteúdo um pouco fraco, na minha opinião.

 

Para começar, o livro não tinha qualquer história de amor, mas antes uma história de intrigas muita confusa. É uma trama contada por três personagens, dois oficiais do exército nazi e de um escravo judeu. Os testemunhos do escravo são os que mais prendem o leitor, e isso é algo de bom que este livro tem, o resto deixa um pouco a desejar.

 

Não digo que o livro é mau. Cada livro é especial à sua maneira e os gostos não são todos iguais. Eu não gostei, mas acredito que exista quem tenha adorado lê-lo.

Fica a crítica.

 

k_zona_interesse_7.jpg

 

22
Jul16

Abandonei um livro e ninguém o levou

Sr. Solitário

Ontem decidi aderir à iniciativa de deixar um livro num local público para que alguém lhe pegasse e o leva-se consigo, um ótimo incentivo à leitura.

Peguei num dos meus livros, escrevi uma pequena mensagem com o título de "um livro não tem dono" pedindo para o levar e partilha-lo também tal como eu fiz.

 

Dirigi-me à padaria da minha zona, um local muito frequentado, pedi às funcionárias se podia deixar o livro numa mesa da esplanada e elas assentiram.

Deixei-o lá, bem à vista. Não contive a curiosidade e fiquei a observar o que se passaria olhando de quando em vez para a janela.

 

Ao longo do dias muitas foram as pessoas que por ali passaram e outras que se sentaram nessa mesma esplanada. No final do dia, fui ver se alguém o tinha levado e, qual não foi o meu espanto, o livro estava ali, intacto!

Segundo me disseram, ninguém lhe pegou porque pensavam ser de alguém e desconhecem totalmente esta iniciativa, mesmo depois da funcionária muito gentilmente ter informado a essas pessoas do que se tratava.

Não quero acreditar que ninguém o levou porque não querem ler, porque não dão importância à leitura. Contudo, parece-me que a minha intuição está certa...

 

Hoje vou deixa-lo no mesmo sítio para ver o que acontece.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Links

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Este blogue tem direitos de autor

Copyrighted.com Registered & Protected 
AV4F-DECN-50AT-8KBU

A ler...

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D